Research | Pesquisar artigos de Belverede

Select the language

sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Reflexão bíblica em breve nota sobre a carreira de Charles Bronson

Era Uma Vez no Oeste: Valentão protetor de viúva.

Charles Dennis Buchinsky, ator americano nascido em 3 de novembro de 1921 e falecido aos 81 anos em 30 de agosto de 2003. Nasceu nos Estados Unidos em família imigrante da Lituânia, foi o mais velho de 14 irmãos e começou a trabalhar com dez anos para ajudar a sustentá-los numa mina de carvão - ganhava um dólar por extração de uma tonelada. Serviu o exército na Segunda Guerra Mundial na divisão B-29 Superfortress Boeing. Foi honrado com a medalha Purple Heart por ferimentos recebidos durante o serviço militar. Ao retornar à vida civil, entrou para o cinema, participando antes de filmes para televisão. Casou-se três vezes, foi viúvo de segunda esposa. Hoje completa dez anos de sua morte, vítima de pneumonia e sofrendo com Mal de Alzheimer. 

Charles Bronson, em paralelo com Lee Marvin e Steve Macquen, fez parte do começo das produções de filmes de ação e aventura no cinema. Seu nome está no roll da fama dos canastrões que os cinéfilos amaram. Ele marcou época entre 1960 e 1980. Em 1972, ganhou o prêmio Globo de Ouro como “Ator favorito do cinema mundial”, empatando com Sean Connery, então, nas telas com o espião 007.

Em Era Uma Vez no Oeste (Once Upon a Time in the West), produção dirigida por Sergio Leone em 1968, interpretou o misterioso Harmônica, que se junta a um grupo de pistoleiro para defender uma viúva. Todo cristão, usando estratégias pacíficas, precisa socorrer os necessitados, tipificados na Bíblia como órfãos e viúvas. Deus é apresentado na Bíblia Sagrada como pai dos órfãos e juiz das viúvas (Salmos 68.5). Em Tiago 1.17 está escrito: “A religião pura e sem mácula, para com o nosso Deus e Pai, é esta: visitar os órfãos e as viúvas nas suas tribulações e a si mesmo guardar-se incontaminado do mundo”.

Na produção Desejo de Matar (Death Wish), de 1974, dirigido por Michael Winner, o ator interpreta um advogado que perde a cabeça quando a justiça não condena os assassinos de sua mulher e abusam sexualmente da filha, faz justiça com as próprias mãos. Voltou ao personagem em quatro sequências. Por menor que seja a violência, o cristão jamais deve fazer uso dela para responder às injustiça desse mundo corrompido, precisa aceitar esperar com paciência no Senhor e crer que Ele ouve seu clamor. Romanos 12.19: “Não vos vingueis a vós mesmos, amados, mas dai lugar à ira; porque está escrito: A mim me pertence a vingança; eu é que retribuirei, diz o Senhor”.

Fuga Audaciosa (Breakout), 1975, diretor Tom Gries, chamou a atenção de brasileiros por algo inusitado. Ele incorpora piloto de helicóptero que aterrissa em um presídio e resgata um prisioneiro, Robert Duvall. Dez anos depois, acontece o mesmo no Rio de Janeiro. Na vida real, o traficante Escadinha – um dos criadores do Comando Vermelho - foge do presídio Ilha Grande dentro de aeronave semelhante. Foi recapturado, morreu assassinado em 2004. “Não erreis: Deus não se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará. Porque o que semeia na sua carne, da carne ceifará a corrupção; mas o que semeia no Espírito, do Espírito ceifará a vida eterna.” - Gálatas 6:7-8.

E.A.G.

Consultas:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Charles_Bronson
http://en.wikipedia.org/wiki/Charles_Bronson 

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Maria Cristina Cracion, 11 anos, neta de Luciano Pavarotti surpreendente




Provável neta de Luciano Pavarotti encanta em programa de calouros na televisão italiana cantando Ti Lascio Una Canzone.

terça-feira, 27 de agosto de 2013

Casamento feliz


"A casa e os bens são herança dos pais; porém do Senhor vem a esposa prudente" -Provérbios 19.14.

Casamento é uma relação séria, criada por Deus para multiplicação da humanidade de maneira saudável, e para prazer físico e psicológico do homem e da mulher em união monogâmica. E assim, se marido e esposa conviverem de acordo com as diretrizes bíblicas, serão muito felizes.  

Não há felicidade maior no relacionamento do ser humano do que na estrutura de casal no lar. E essa felicidade aumenta mais com a chegada dos filhos!  

Casamentos felizes existem, não é utopia. A fórmula que ensina aos casais como ser feliz é de graça, está nas páginas bíblicas.

E.A.G.

Marco Feliciano, o Porta dos Fundos e a falta de humoristas

A classe de humoristas brasileiros parece estar em extinção. A proporção de perdas importantes é maior do que as revelações. Artistas que sabiam fazer graça, como Chico Anysio e Ronald Golias partiram para o outro lado da existência da alma e não surgem talentos para honrar a vaga deles. Salvas as raras e valiosas exceções, pessoas sem-graça rotulam-se como gente do humor mas o que sabem fazer é irritar. Haja vista Rafinha Bastos e a "piada" contra mulheres gestantes.

Na semana passada, o Porta dos Fundos, grupo de irritantes do momento,  lançou uma esquete zombando de católicos. Recebeu crítica de Marco Feliciano, pastor evangélico e deputado federal, via Twitter. Mesmo assim mantém o clima de tensão contra cristãos, pois lançou nova esquete irritante.

A segunda esquete confirma a falta de talento do Porta dos Fundos para fazer rir, precisa polemizar para ter evidência.

O que tais escarnecedores não entendem? A nota do colunista da revista semanal, que é amigo, o convite da produção de programas de televisão, realizado por gente amiga, não são suficientes para construir uma carreira de sucesso. A polemização é igual o veneno letal que alguém toma desejando que o outro morra. Estão irritando agora, amanhã estarão no ostracismo, desgastados na mídia, desprezados pelo público.

Sobre os dois humoristas verdadeiros: Ronald Golias iniciou carreira no rádio em 1940, fez incursões pelo cinema e consolidou-se na televisão. Faleceu vinculado em dois programas do SBT em 2005. Chico Anysio começou no rádio em 1950, trabalhou com humor em programas da Rede Globo, veio a falecer em 2012, há reprises de programas em emissora de televisão por assinatura.

E.A.G.

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

EBD - 3º Trimestre: Os inimigos da cruz de Cristo

 A cruz de Cristo é o ponto convergente da fé. Em Filipenses 3.18-21, Paulo faz um contundente alerta  aos irmãos, solicita que eles tomem cuidados em seus relacionamentos, na esfera líderes e liderados, dentro da comunidade cristã.

Os legalistas do passado e dos dias atuais

O apóstolo alerta contra cristãos judaizantes e gnosticistas, descritos por ele, em linguagem figurada, como inimigos da cruz de Cristo. Os tais apregoavam o legalismo, a lei, códigos de conduta, não valorizavam o objetivo e efeito do sacrifício de Jesus no calvário.

A batalha doutrinária de Paulo ocorreu na igreja em Filipos, e também em todas as igrejas da Ásia Menor, em Beréia, Colossos, Corinto, Antioquia e muitas outras. Na igreja existente nos dias atuais existem líderes evangélicos que agem de maneira parecida com os falsos obreiros contemporâneos do apóstolo. A pregação deles não foca a salvação oferecida por Deus através de Jesus. Apesar de citar a Bíblia Sagrada em suas pregações, trocam o mandamento do amor ao próximo por uma cartilha denominacional repleta de usos e costumes. As regras visam massagear egos de líderes e controlar os membros de acordo com seus interesses: sendo o principal manter os membros, que são sua fonte de renda, próximos dele e sob total controle (Filipenses 3.19).

O uso de camiseta, jeans e tênis, ou terno não são imposições bíblicas. Mas, nos idos de 1975, época que eu era uma criança, vi um rapaz nos seus 20 anos ser julgado e posto para fora do grupo de irmãos da igreja porque se recusava a usar chapéu e terno e insistia trajar camiseta, calça jeans e tênis. Para a liderança daquela igreja era imprescindível punir quem não seguia a cartilha que escreveram para se perpetuarem no poder. Assim sendo, para eles era mais importante incentivar a prática de regras humanas do que exercitar e ensinar o mandamento do Senhor, que ordena amar o próximo.

Mais recentemente, vi um pastor tentar interferir na vida de dois adolescentes integrantes de grupo musical, porque começaram a namorar sem pedir sua autorização. Os jovens pertenciam a duas famílias daquela congregação, seus pais consentiam com o namoro, mas o pastor quis discipliná-los mesmo assim, porque em sua mente doentia julgava que tinha autoridade de liberar e impedir o romance de membros que exerciam alguma atividade em departamentos da igreja. Ao saber do caso, senti que tinha a obrigação de visitar seu gabinete pastoral e confrontá-lo com a Palavra de Deus, lembrando que só merecia ser seguido quando estivesse orientando dentro de parâmetros bíblicos. Citei Efésios 5.22-25; 6.1-4; Colossenses 3.16-21. Perguntei: "Qual é a base bíblica para o senhor fazer isso? Dentro de uma família, as autoridades são pai e mãe, o marido cabeça da mulher e os filhos devem honra e respeito primeiramente a eles?" A punição aos jovens foi suspensa, hoje estão casados e participam de cultos envolvidos com a música.

"Tenham cuidado para que ninguém os escravize a filosofias vãs e enganosas, que se fundamentam nas tradições humanas e nos princípios elementares deste mundo, e não em Cristo. Pois em Cristo habita corporalmente toda a plenitude da divindade, e, por estarem nele, que é o Cabeça de todo poder e autoridade, vocês receberam a plenitude" - Colossenses 2.8-10 (NVI).

"Já que vocês morreram com Cristo para os princípios elementares deste mundo, por que é que vocês, então, como se ainda pertencessem a ele, se submetem a regras: "Não manuseie! " "Não prove! " "Não toque! "? Todas essas coisas estão destinadas a perecer pelo uso, pois se baseiam em mandamentos e ensinos humanos. Essas regras têm, de fato, aparência de sabedoria, com sua pretensa religiosidade, falsa humildade e severidade com o corpo, mas não têm valor algum para refrear os impulsos da carne" -  Colossenses 2.20-23 (NVI).

A firmeza na fé

Diante da cruz de Cristo não existe meio termo. Ou há reconhecimento de que Jesus Cristo é o Senhor e único Salvador, ou se vive aos prazeres da carne - na carnalidade longe das religiões ou religiosamente.

A firmeza reside no conhecimento da obra redentora, em valorizar a obra vicária de Jesus e na disposição de estar separado da vida em pecado (Gálatas 5.11; 6.12, 14).

"E acontecerá que todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo" - Atos 2.21.


Conclusão

O apóstolo Paulo exorta aos crentes de Filipos: "estai assim firmes no Senhor" - Filipenses 4.1. Contra as astutas ciladas diabólicas, é necessário permanecer inabalável como uma muralha para defender a fé que recebemos de Deus.

O ser humano muda de opinião, comportamento, ideologia, por melhores que sejam suas intenções elas não são eficazes para preparar a alma e conduzi-la ao céu. Apenas a Palavra de Deus é eterna, imutável e capaz de transformar o pecador e oferecer o Caminho a Deus. Por este motivo o crente precisa ter no coração a Palavra de Deus, pautar todos os seus passos segundo a Palavra de Deus. Apenas as Escrituras Sagradas devem ser consideradas regras de fé e conduta. As cartilhas de regras denominacionais, repletas de usos e costumes, não possuem autoridade divina, são escritas por cabeças humanas, envenam a alma.

A solução para ditadores inescrupulosos, que trocam o ensino do Evangelho por regras criadas por homens, é não colaborar financeiramente em suas congregações - que eles peçam dízimos e ofertas até perderem a voz. Afastem-se deles servos de Deus, escolham servir somente ao Senhor, desprezem o ego de pessoas que usam o púlpito como seu trono, que tratam as ovelhas de Cristo como se fossem rebanho próprio! Participem de reuniões em congregações onde o Evangelho do Senhor não seja desprezado em palavra e atos. 

E.A.G.

sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Aline Barros na Festa do Peão em Barretos

Divulgação


A reportagem do portal Yahoo 

Ontem por volta das 20 horas fiz um post no meu perfil do Facebook para mostrar o artigo do portal Yahoo sobre a cantora Aline Barros em Barretos. Gostei da matéria, realizada por pessoas descrentes, comentando a diferença de comportamento dos crentes em um evento secular. A jornalista entrevistou comerciantes que não conseguiram vender cerveja na data de apresentação da Aline Barros. Achei interessante.

Hoje, surgiu críticas na minha postagem, como também, encontrei outras postagem em outros lugares com teor negativo. A tônica: Aline Barros recebeu cachê; não é lugar para cristão estar, maltratam animais; existe venda de drogas lícitas e ilícitas; lugar para encontros amorosos sem compromisso.  

Minhas contra-argumentações lá contribuiu para escrever as linhas a seguir.

Paulo e o Areópago 

Em Atos 17 encontramos o relato da presença de Paulo no Areópago, lugar importantíssimo, catalogado nas enciclopédias de todo o mundo. Aquele ambiente grego não era um lugar de adoração a Deus, praticava-se ali idolatria e outras situações que é difícil comentar, além de difícil acesso pelas classes sociais mais simples. Como cristão, o apóstolo não recusou estar lá quando convidado, aproveitou a ocasião e divulgou o Deus verdadeiro. Se a apresentação da Aline Barros fosse em uma Assembleia de Deus, Batista, ou outra denominação, não haveria matéria no Yahoo e outros portais de notícias e de entretenimento. A atuação da cantora deve ser vista pela perspectiva de quem anuncia Cristo aos perdidos e não de quem se une aos que já conhecem ao Senhor e se renderam aos pés dEle. Quem vê o coração alheio?

Precisamos frisar que só Deus é capaz de sondar todos os corações e saber com certeza quais são os propósitos na vida das pessoas.

Sobre a diferença de contextos entre em Atos 17 e os dias atuais, o, Areópago e a Festa de Barretos, vejo apenas as diferenças de realidades. Na época de Paulo não existiam as denominações evangélicas e seus diferentes dogmas, não existiam os púlpitos, os cristãos se reuniam em casas.

Estruturas de produções necessitam de dinheiro para viabilização; existe isso em eventos seculares e até em denominações evangélicas. Nas denominações há quem use o dinheiro de maneira correta e incorreta, mas não será por causa daqueles que pedem oferta anunciando objetivos nobres e desviam os valores para objetivos inconfessáveis que diremos que todos possuem corações maus.

Animais maltratados 

Sobre os animais maltratados em Barretos, isso é algo cultural, que não pode servir de empecilho para a pregação do Evangelho. Indo por essa premissa, Jesus não deveria pregar, nem os apóstolos, porque na sociedade da época em que viveram na sociedade deles existia regime de escravidão. Nem Jesus e nem os apóstolos se posicionaram, contra ou favoráveis, à escravatura!

O dinheiro envolvido 

Jesus recebeu dinheiro; Paulo também recebeu. O dinheiro não é bom e nem ruim. Depende de cada um como lidar com ele. No caso de Barretos, quem pagou o ingresso sabia que a Aline receberia o cachê, houve a clareza de propósitos do início ao final. Ao falar de líderes em suas denominações, nem sempre existe a clareza quando se pede ofertas. Dizem, é para isso, mas usa-se em outras situações, que ofertantes bem intencionados não imaginam. Concordo com arrecadações nas igrejas, o que discordo é falta de clareza com as pessoas que colaboram.

E.A.G.

Foto: Aline Barros Oficial

Telexfree e a perfeita receita do sucesso

Por Eliseu Antonio Gomes

O amigo Dalardier Lima, no blog Reflexões Sobre Quase Tudo, publicou seu parecer sobre a pirâmide financeira Telexfree (De Deus?). É claro, opinião contrária ao golpe. Penso igual.

Apresento a fórmula para um enriquecimento honrado. Receita para o sucesso:

Ingredientes:
1- estudo;
2- força de vontade;
3- trabalho;
4- ética profisional.

Modo de preparo:

Nunca adicione ao caldo o fermento Autocomiseração, sempre misture bastante Esforço-Para-Ser-o-Melhor em sua profissão. E claro, o  ingrediente que jamais poderá faltar é Prática-da-Palavra-de-Deus.

E.A.G.

quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Lei Roanet, Marco Feliciano e o grupo Porta dos Fundos


Encontra-se na Internet, no site Tecmundo um artigo escrito por Felipe Gugelmin, de 20 de agosto de 2013, com a observação de que o conteúdo original é do site Terra. A informação comenta sobre uma suposta postagem do Pr. Marco Feliciano, deputado federal, no seu perfil no Twitter, que reprova um quadro do grupo Portas dos Fundos e pede que internautas peçam a retirada do vídeo da plataforma YouTube.

"Na última segunda-feira (19), o deputado federal e pastor Marco Feliciano (PSC-SP) usou sua conta no Twitter para criticar um vídeo publicado no YouTube pelo grupo Porta dos Fundos. Na produção, batizada como “Oh, meu Deus!”, profissionais de uma clínica de ginecologia têm que lidar com uma paciente que aparece com uma imagem igual à de Jesus Cristo em um lugar “inusitado”. 
“Assim caminha a humanidade... Vídeo podre! Ajudem a denunciar para retirá-lo do ar”, afirmou Feliciano em seu perfil. Até o momento, o vídeo já conta com 1,4 milhão de exibições e não há indícios de que ele vá ser retirado do serviço da Google. No entanto, sua área de comentários se transformou em um verdadeiro campo de batalha entre aqueles que apoiam ou criticam o deputado. 
Os membros do Porta dos Fundos ironizaram a declaração do político, chegando a comemorar o fato de ele não ter gostado da produção. “O @marcofeliciano reclamando de um vídeo nosso é uma alegria sem fim”, afirmou o humorista Gregório Duvivier. Leia mais em: http://www.tecmundo.com.br/youtube/43487-marco-feliciano-ataca-video-do-grupo-porta-dos-fundos.htm#ixzz2cczMnwRj. "

Meu comentário:

Vamos falar da Lei Rouanet?

Sobre o roteiro desse vídeo, vivemos dentro da liberdade de expressão, e defendo a liberdade. Mas o que penso do produto? Penso que se trata daquela velha estratégia de compensar falta de talento com polêmica. Não são capazes de se destacar com talento, então usam a “muleta” polêmica para ter destaque.

O vídeo é um deboche sobre o nascimento de Jesus. Chato, mas essa chatice não chega a me incomodar. Acho o assunto válido para trazer à tona o PARASITISMO de artistas brasileiros. A maioria dos artistas de cinema e teatro, por meio da LEI ROANET faz um ATAQUE aos cofres públicos em cada produção que participa. São incapazes de sobreviver do talento, precisam de esmolas do governo, que nunca perguntou aos cidadãos brasileiros se preferem que o dinheiro arrecadado em impostos custeie salário de professor ou ator, que se use para pagar o trabalho de médicos ou de gente do teatro. O cidadão paga pelo que não admira e nem considera ser arte de verdade.

É por este motivo que sinto dificuldades em me simpatizar com produções nacionais! 

É isso, protestei.

E.A.G.

segunda-feira, 19 de agosto de 2013

O culto de Caim e Abel

Por Eliseu Antonio Gomes

Ontem, lia a Bíblia Sagrada para embasar uma reflexão para o assunto “ordem familiar”, de referência para referência, cheguei ao substantivo feminino “acepção” em Romanos 2.11.  

“Porque, para com Deus, não há acepção de pessoas” - Romanos 2.11 Devido ao “porque” no versículo, quis aprofundar mais, precisava ler o contexto próximo, e li todo o capítulo, com a intenção de procurar um elo entre o que escrevia e aquele texto bíblico. O conteúdo em volta aborda como Deus tratará gente boa e gente ruim no Dia do Julgamento Final. Os maus prestarão contas por ações maldosas e os bons serão recompensados por desprezarem estratégias de maldade. 

Como blogueiro evangélico, com a expansão do Belverede em quase sete anos publicando dissertações com teor bíblico, sem intenção alguma conquistei um espaço amplo no campo virtual, que não possui fronteiras. Pessoas de muitas partes do Brasil, e países no exterior se tornaram leitoras e me procuram ansiosas por um “ouvido online” para desabafar, solicitam conselho bíblico, pedem minha opinião. Enquanto escrevia o artigo, tive contato por chat com uma jovem senhora aparentemente angustiada, falava sobre perseguição de irmãos da igreja contra seu marido pastor. Dizia que uma difamação, propagada como fogo na floresta, estava desanimando-o ao ponto dele não mais sentir vontade de congregar. Falava que na manhã do dia seguinte ele alimentava o desejo de tomar satisfações com os responsáveis envolvidos naquela acusação falsa.

Associei a situação dessa pessoa com o assunto que estava em minha mente, em processo de desenvolvimento para a forma escrita.

Ninguém é cem por cento bom e nem de todo mau. Cada um de nós traz dentro de si uma guerra da carne contra o espírito / Espírito. Nessa luta interna, quando o instinto da natureza humana prevalece deixamos de ser agentes de Deus para agir por vontade própria. Também somos abordados por outras pessoas, agentes da vontade meramente terrena e não da vontade divina.

"Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem algum; e, com efeito, o querer está em mim, mas não consigo realizar o bem. Porque não faço o bem que quero, mas o mal que não quero esse faço. Ora, se eu faço o que não quero, já o não faço eu, mas o pecado que habita em mim" - Romanos 7.18-20.

Quando nos sentimos equivocadamente injustiçados, ou somos alvos da maldade alheia, estamos sofrendo perseguição, a tentação de revidar a maldade com maldade é enorme, a carne grita dentro de nós e quer tomar o posto do espirito. E há vezes que não vigiamos e deixamos o "eu" dirigir as nossas vidas. O que fazer? Ser vigilante, como motorista no trânsito que é cauteloso observando sua direção e como os outros dirigem. Com cautela, chega-se ao destino final sem colisão na estrada.

Repare no culto de Caim: "Mas para Caim e para a sua oferta [Deus] não atentou. E irou-se Caim fortemente, e descaiu-lhe o semblante. E o Senhor disse a Caim: Por que te iraste? E por que descaiu o teu semblante? Se bem fizeres, não é certo que serás aceito? E se não fizeres bem, o pecado jaz à porta, e sobre ti será o seu desejo, mas sobre ele deves dominar" - Gênesis 4.5-7.

Certa vez determinada pessoa disse: "As armas não matam pessoas, pessoas matam pessoas". 
.
"Não, não tenho instinto para matar!" - algum frequentador de templos poderá dizer tentando justificar o aborrecimento que comete, a maledicência nas rodinhas da igreja, as calúnias por toda parte contra o outro. Para este, apresento algo que talvez ele não conheça o quanto deveria conhecer, o Novo Testamento: "Qualquer que odeia a seu irmão é homicida. E vós sabeis que nenhum homicida tem a vida eterna permanecendo nele" - 1 João 3.15. Para Deus, não é necessário partir para a violência física, o simples fato de desprezar e hostilizar o outro, por quem Jesus também morreu, é considerado assassinato. Eu recomendo ao frequentador de templo, se não tem o objetivo de mudar seu comportamento (ratifico: se não pensa em mudar), leia Apocalipse 22.11 e depois pense em ficar em casa dormindo nos horários de culto porque tudo que faz na igreja durante a reunião, liturgicamente, é desperdício de tempo, não está sendo aprovado por Deus, são ações rejeitadas iguais as ofertas de Caim. Não volte mais para a igreja. Quer mudar? Ótimo, continue lendo.

Paulo foi perseguidor de cristãos antes de assumir seu ministério, sem que entendesse que ao fazer isso também perseguia Jesus Cristo (Atos 9.5; 26.14).

Quem faz o mal contra você? Deus sabe quem é. "Ninguém oprima ou engane a seu irmão em negócio algum, porque o Senhor é vingador de todas estas coisas, como também antes vo-lo dissemos e testificamos" - 1 Tessalonicenses 4.6.

Jesus morreu por todos, por este motivo manda que amemos até os nossos inimigos, aqueles que nos vê como inimigos deles e não nos tratam bem. Então, ame-os, se eles forem irreconciliáveis terão um encontro com Aquele que não se deixa escarnecer (Gálatas 6.7).

Em momentos de conflitos, é importante conversar com Deus sobre a situação. Como pessoas cristãs, colocar-se na posição de Abel para sacrificar a carne (a vontade própria, o desejo de vingança, a ira). É preciso entregar a Deus os instintos naturais em holocauto, pedir ao Senhor que Ele abençoe quem se comporta com inimizade contra nós. Ao orar em favor de quem nos persegue, ao bendizer quem nos maldiz, nós estamos nos armando com armas espirituais. E se tomamos posse dessas armas não temos como perder a batalha.

Parece insanidade a estratégia de guerra lá dos céus. Observando com os olhos naturais, a atitude correta é sempre atacar para se defender, mas Deus pede aos cristãos para responder o mal fazendo o bem.

"Porque as armas da nossa milícia não são carnais, mas sim poderosas em Deus para destruição das fortalezas" - 2 Coríntios 10.4.

"No demais, irmãos meus, fortalecei-vos no Senhor e na força do seu poder. Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para que possais estar firmes contra as astutas ciladas do diabo. Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais. Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, havendo feito tudo, ficar firmes. Estai, pois, firmes, tendo cingidos os vossos lombos com a verdade, e vestida a couraça da justiça; e calçados os pés na preparação do evangelho da paz; tomando sobretudo o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do maligno. Tomai também o capacete da salvação, e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus; orando em todo o tempo com toda a oração e súplica no Espírito, e vigiando nisto com toda a perseverança e súplica por todos os santos" -   Efésios 6.10-18.

Quando somos alvos de alguma espécie de perseguição, podemos escolher entre o bem e a vontade de Deus ou a prática do mal, que é pecado. Nem todos agem com a intenção de Caim, mas todos estão sujeitos a experimentar a tentação de Caim. Deus viu que era tentado e deixou-lhe um alerta: escolha fazer o bem porque o pecado está por perto, quer entrar e dominar, domine-o!"

A saída é o perdão, que se não resolver a relação entre pessoas, sempre resolve a comunhão com Deus. Analise o trecho bíblico de Mateus 5.23-25. O Senhor comenta sobre uma situação conflituosa, mas não observa quem está certo ou errado na "briga", apenas recomenda a pacificação. Portanto, sobre perdão, nosso Deus sempre acolhe quem tem interesse na reconciliação com o próximo, sem marcar posição de quem realmente errou. Antes de entregar a oferta (prestar culto), a recomendação é consertar relações de conflito, pedir perdão, mesmo que você seja a pessoa ofendida e não a ofensora.

Empunhando armas espirituais, as fileiras de derrotados nessa luta são: a própria carne, a carne de quem deseja o nosso mal, o próprio diabo, que instiga desavenças entre irmãos. É preciso consertar relacionamentos fragmentados.

"Bem-aventurados os pacificadores, porque eles serão chamados filhos de Deus" - Mateus 5.9.

"Ora, o fruto da justiça semeia-se na paz, para os que exercitam a paz" - Tiago 3.18.

E.A.G.

domingo, 18 de agosto de 2013

Marido: Lar, doce lar cristão


“Igualmente vós, maridos, coabitai com elas com entendimento, dando honra à mulher, como vaso mais fraco; como sendo vós os seus co-herdeiros da graça da vida; para que não sejam impedidas as vossas orações” - 1 Pedro 3.7. 

Em Provérbios 18.22 está escrito que “aquele que encontra uma esposa, acha o bem, e alcança a benevolência do Senhor.” O que é ser benevolente? É ter o prazer de fazer o bem para alguém. O Senhor olha para seus servos solteiros e tem a boa vontade de dar a eles uma bênção no campo físico. Quando o homem se casa, Deus que é o Criador do casamento, fica extremamente satisfeito. 

Marido, o bem que Deus te deu tem nome e sobrenome. Agradeça ao Todo Poderoso pela companheira de vida que está com você, siga a recomendação que há em Eclesiastes 9.9: “goza a sua vida com a mulher amada” Este é o favor divino que o Senhor deu aos dois para desfrutarem juntos. 

Para ter comunhão com Deus, o marido precisa habitar com sua esposa e prestar a ela honra, querer cuidar dela como se ela fosse a parte mais frágil no matrimônio (a Bíblia não diz que ela é frágil, manda ao homem cuidar COMO o vaso mais fraco ...", ver 1 Pedro 3.7). Em outras palavras, você pode exagerar em seus cuidados, exceder em atenção e carinho! 

O marido deve amar a esposa e até estar disposto a dar sua vida por ela, ter a mesma disposição de Cristo, que deu sua vida em favor da humanidade pecadora. Precisa tomar cuidado para jamais se irritar contra ela, precisa tratar bem o corpo dela da mesma maneira que trata bem o seu próprio corpo (Efésios 5.25, 28; Colossenses 3.9).

Não espere da esposa a perfeição, porque você também é imperfeito, queira viver para sempre ao lado dela e aceitar a condição que casamento é a união de dois seres humanos juntos para aprenderem um com o outro a ser pessoa melhor dia após dia. 

E.A.G.

Esposa: Lar, doce lar cristão


“A mulher virtuosa é a coroa do seu marido...” - Provérbios 12.4.

O lar de uma mulher casada e cheia de virtudes é o seu reinado estabelecido por Deus. Enquanto a esposa escolher ser uma mulher virtuosa, ela reinará feliz! 

O poder feminino no casamento é surpreendente. Quando ela ama a Deus tanto é rainha quanto também a coroa do seu marido, é capaz de transformar seu companheiro em rei. Sem a virtude feminina no casamento, o marido perde a majestade! 

E com todo esse poderio dado por Deus às mulheres, toda esposa precisa sujeitar-se ao seu marido prestando papel de companheira e auxiliadora. Por que deve ser submissa e auxiliar o homem? Não é questão de machismo e de imposição de humilhação, mas serviço a Deus. O marido precisa de ajuda da esposa, conforme constatado pelo Criador no Éden: “E disse o Senhor Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma ajudadora idônea para ele” - Gênesis 2.18. 

O que é ser uma mulher idônea? Deus criou a mulher com qualidades especiais: competente, capaz, apta, perfeita, sob medida. Para qual finalidade? Para estar ao lado do marido usando a capacitação que o Senhor lhe deu, e assim fazê-lo homem feliz e ser feliz ao lado dele. 

Esposa, queira viver na condição de mulher praticante de virtudes, pois as virtudes atraem as bênçãos para sua vida e para a vida das pessoas que você mais quer o bem. As virtudes mais excelentes estão catalogadas no Novo Testamento como o fruto do Espírito Santo, veja a lista em Gálatas 5.22. Veja também Provérbios 31.10-30. 

A mulher é forte, sendo serva de Deus é alguém capaz de edificar um lar (Provérbios 14.1). Tal qual o marido tem o dever se imitar o amor de Cristo, que morreu em favor da humanidade pecadora entregando sua vida voluntariamente, a esposa também deve ser imitadora de Cristo em sua mansidão e humildade. Espontaneamente, com humildade Cristo afastou-se de sua condição divina, trocou a paz e glória celestiais pelas tribulações na terra, e serviu a Deus como ser humano, cumpriu sua missão de Salvador das almas perdidas. 

A esposa virtuosa é louvada pelo marido e por todos que conhecem sua vida. Quem afirma isso não sou eu, é Deus em Provérbios 31.28-30. 

E.A.G.

Filhos: Lar, doce lar cristão.


“O filho sábio alegra seu pai, mas o homem insensato despreza a sua mãe” - Provérbios 15.20.

Foi o próprio Criador quem nos fez existir como gente e escolheu para nós o pai e a mãe que temos. Sim, aquelas pessoas que impõem limites, às vezes falam alto e dizem "não" para você, fazem parte da sua vida porque Deus quis. Então, quando não entender as decisões deles, confie no amor do Senhor por você, continue a obedecer e honrá-los. 

As Escrituras afirmam que os filhos que obedecem aos pais agradam a Deus ao fazer isso: “Vós, filhos, obedecei em tudo a vossos pais, porque isto é agradável ao Senhor” – Colossenses 3.20. 

A orientação da Palavra de Deus sobre a obediência dos filhos aos pais é condicional. É dever obedecer apenas quando as ordens estiverem de acordo com a vontade do Senhor: “Vós, filhos, sede obedientes a vossos pais no Senhor, porque isto é justo” - Efésios 6:1.

Segundo a vontade de Deus, o dever do filho solteiro obedecer é presente até aquele momento em que se casar, depois que se casa torna-se independente As Escrituras afirmam isso repetidamente para não pairar dúvidas: Gênesis 2.24; Mateus 19.5; Marcos 10.7; Efésios 5.31). 

Entretanto, mesmo com a questão de obediência mudar após o casamento, não muda o dever de prestar honras aos pais depois de casados. Filhos casados, independentes, sem necessidade de obedecer, precisam continuar a respeitar seus pais prestando a eles a honra. É o momento do relacionamento maduro entre pessoas adultas, ser agradecido (Colossenses 3.15). 

Deus promete e cumpre o prometido. Qual é a promessa de Deus? Se o filho presta honra aos pais, é alvo certo da bênção divina, recebe vida longa e bem-sucedida naquilo que empreender (Efésios 6.2-3). 

A vida segue. Assim como um dia seu pai e sua mãe foram apenas filho e filha, amanhã você que é só um filho ou filha será um pai e uma mãe. Quando chegar sua hora da paternidade ou maternidade, descobrirá que ser livre é também ser preso em compromissos, um deles é tornar crianças em pessoas do bem. É isso que seus pais desejam que você seja, e é isso que você desejará também para seus filhos. 

 E.A.G.

Lar, doce lar cristão!


“Glória, porém, e honra e paz a qualquer que pratica o bem; primeiramente ao judeu e também ao grego; porque, para com Deus, não há acepção de pessoas” - Romanos 2.10-11. 

Deus não faz acepção de pessoas em nenhuma situação. Assim sendo, Ele não tem prediletos na instituição familiar, é justo ao julgar, não favorece alguém causando prejuízo para outro alguém. Ele ama de maneira igual às pessoas que estão nos papéis de marido/ pai, esposa/mãe, filho e filha. 

Deus entregou deveres e direitos proporcionalmente a todos dentro da estrutura familiar. É demonstração de sabedoria cumprir as expectativas que o Senhor tem para conosco. 

Como marido ou esposa, ao casar precisamos nos conduzir à fidelidade na relação matrimonial, alimentando trocas de afetos na vida a dois: “Assim também vós, cada um em particular, ame a sua própria mulher como a si mesmo, e a mulher reverencie o marido" - Efésios 5.33. 

É preciso que na relação entre pais e filhos os dois lados conheçam o que o Senhor espera. Abaixo de Deus, o que há de melhor para os filhos são seus pais. É importante considerar o pai e a mãe como seus melhores amigos, melhores conselheiros. 

Os filhos têm a obrigação de honrar seus pais e os pais não têm permissão de Deus para abusar da autoridade e irritar seus filhos (Efésios 6.4).

Quando cada ente da família segue a recomendação bíblica sobre como proceder, o lar se transforma em um pedacinho do céu na terra, torna-se o melhor lugar para estar aqui neste planeta. 

Tomar atitudes desse porte são ações inteligentes. Faça sua parte, não espere que os outros façam primeiro a deles! 

Conflitos em casa? No dia a dia conversar ajudará a melhorar a relação familiar, se estiver ruim poderá ficar boa, e se já é boa ficará ótima!

E.A.G. 

sábado, 17 de agosto de 2013

EBD: lição 7 - Atualidade dos conselhos paulinos

O conteúdo escrito por Paulo na carta aos crentes da cidade de Filipos apela ao contentamento como fórmula para vencer as adversidades. Possui conselhos úteis para o tempo que se chama "hoje".

Paulo orienta a todos a alegrar-se no Senhor, apesar de todos os reveses que o cristão possa enfrentar. As recomendações bíblicas, são: alegrai-vos no Senhor; regozijai-vos sempre (Salmo 32.11; 1 Tessalonicenses 5.16). 

Também, ensina que o sinal de comunhão com Deus é viver a vida com a mente renovada, praticando o culto racional (Romanos 12.1-2). Esclarece que para quem ama a Deus o mais importante é ter um coração renovado pela ação do Espírito Santo, pois a verdadeira circuncisão cristã é operada no coração, é espiritual (Filipenses 3.3).

Paulo, em Filipenses 3 aborda a questão de ensinamentos falsos, alerta ao cuidado com falsos obreiros, que distorcem a Palavra de Deus. Pede acautelamento contra quem apresente doutrina afirmando ser necessário praticar obras humanas para alcançar a salvação.

Muitos cristãos usam o termo "carne" para qualificar pecados de ordem moral, atitudes extremamente escandalosas, porém, agir na carne pode ser uma situação totalmente aceitável no meio em que vivemos, às vezes até descritas como nobres, motivadas e elogiadas na comunidade em que estamos. Elas podem ser belos e pomposos rituais de culto, por exemplo.

Atribuições humanas não influem nada positivo espiritualmente, apenas traz à tona o ambiente da falsa piedade, falsa humildade e falsa disciplina útil ao corpo. A circuncisão da carne, ou quaisquer práticas de rituais religiosos, criam situações em que o homem queira gloriar-se em seus atributos exteriores.

Em suas cartas, Paulo usa o termo carne para especificar a natureza humana em rebelião contra Deus. O apóstolo descreve os judaizantes como inimigos da fé cristã. Entretanto, toda pessoa que age na contramão do que Deus nos orienta, não vive de acordo com o fruto do Espírito, é inimigo de Deus e do cristão.

Se entronizamos Cristo como Senhor em nossos corações, em todas as circunstâncias da vida Deus é por nós, nada pode nos separar dEle. Confiemos na Palavra de Deus e no poder que há na mensagem do Evangelho (Romanos 8.31-39). 

"Porque não me envergonho do evangelho de Cristo, pois é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê; primeiro do judeu, e também do grego" - Romanos 1.16.

É preciso vigilância, refutar todo ensino de pessoas que induzem o cristão a pensar que rituais religiosos possam substituir a eficácia do sacrifício de Cristo na cruz. Não cabe ao crente em Jesus gloriar-se em ações e atributos exteriores.

E.A.G.

O Executivo Federal legisla?

Por Eliseu Antonio Gomes 

Ricardo Lewandowski e o Mensalão. 

Ricardo Lewandowski foi nomeado ao Supremo Tribubal Federal por Luis Inácio Lula da Silva. Joaquim Barbosa, então presidente do STF, também foi escolhido por Lula. 

Eu já ouvi de pessoas formadoras de opinião a declaração que o cargo de presidente não tem poder de legislar. Esse caso do ministro Lewandowski prova que estão errados. Qual presidente colocou-o na cadeira do STF? Lula! 

Agora, Lewandowki tenta abrir a porta para mensaleiros safarem-se, procura brechas nas leis para livrar corruptos do PT da cadeia. Esta ação é o Executivo legislando indiretamente! Caso algum mensaleiro receba do STF aprovação de conduta, caso o petista Zé Dirceu não seja preso, haverá um precedente jurídico para que corruptos petistas, e de outros partidos também, façam do Brasil seu quintal de roubalheiras. 

Tal situação é a mão do Executivo na esfera das leis. 

Ao escolher um presidente, não esqueça que está dando a alguém o direito de escolher outro alguém para ser ministro do STF. E dessa forma o exercício presidencial norteia os rumos do país através do julgamento da maior corte da nação. Indiretamente, mas legisla. 

E.A.G.

quinta-feira, 15 de agosto de 2013

A Teologia da Ciência

Você já ouviu falar sobre a Teologia da Ciência? Trata-se de uma nova metodologia científica que reconhece a existência do Criador.

Através de leis da física e da filosofia, o pesquisador Michael Heller, polonês, mostra que Deus existe e em 17 de março de 2008 ganha um dos mais cobiçados prêmios em dinheiro da classe científica mundial, o Prêmio Templeton, no valor de US$ 1,6 milhão, concedido pela Fundação Templeton, instituição situada em Nova York e que reúne pesquisadores de todo o mundo.

Em seu discurso no momento da premiação, declarou que é preciso investigar a causa da origem do universo: "Ao observar o universo nos é imposta uma questão: você precisa (encontrar) uma causa? É claro que as explicações causais são uma parte vital do método científico. Vários processos no universo podem ser expostos como uma sucessão de estados, de maneira que o estado anterior é a causa do que acontece". Anunciou que usaria o dinheiro para criar uma fundação de pesquisas cujo nome seria Centro Copérnico, uma merecida homenagem ao filósofo conterrâneo que, sem abrir mão da religião, provou que o Sol é o centro do sistema solar.

Padre, teólogo,  professor de filosofia e uma pessoa que viveu bem próximo do Cardeal Karol Wojtyla antes que se tornasse o Papa João Paulo II, trabalhou por quarenta anos em busca de conceitos sobre a origem e a causa do universo, apontando para a filosofia ou metafísica do universo, onde a base da realidade é conectar as raízes ontológicas do universo com a ontologia da Divindade e do ato criativo. Suas coletas de informação vieram da matemática, física, cosmologia, bem como filosofia e teologia.

Heller, é professor de filosofia na Pontifícia Academia de Teologia de Cracóvia, com licenciatura em teologia na Universidade Católica de Ljubljana, ordenado sacerdote católico em 1959, formou-se em filosofia em 1965, com uma tese sobre a teoria da relatividade e seu doutorado com uma tese sobre cosmologia relativista. Apesar de seus estudos serem de física teórica, formou-se em filosofia, porque o colégio católico comunista em que estudava não fornecia graus em física. Em 1969, Heller recebeu capacitação - um grau avançado de PhD para o ensino autorizado - com outra tese sobre o princípio de Mach em cosmologia relativista. Foi professor visitante no Instituto de Astrofísica e Geofísica da Universidade Católica de Louvain, na Bélgica, e também teve uma estadia de pesquisa no Instituto de Astrofísica da Universidade de Oxford e do departamento de física e astronomia Universidade de Leicester. Em 1985 ele se juntou ao corpo docente da Academia Pontifícia de Teologia de Cracóvia. Em 1986, começou a colaborar com o Observatório do Vaticano em Castel Gandolfo. Também ligado com o Grupo de Pesquisa Observatório Steward da Universidade do Arizona, em Tucson, é co-autor de livro, e outros trabalhos em inglês, junto com o padre jesuíta George Coyne. A obra de Heller é profícua: soma trinta livros, quatro livros em inglês e 400 artigos sobre suas pesquisas, sendo a maior parte em polonês. Suas pesquisas foram publicadas em prestigiosas revistas internacionais de Física.

Os livros em inglês, são:
• Fundamentos Teóricos da Cosmologia (World Scientific, 1992), trabalho técnico da cosmologia, do ponto de vista de modelos matemáticos que dão origem à física teórica e cosmologia.
• A Nova Física e uma nova teologia (do Observatório do Vaticano Publications, 1996). A relação tanto à nova física e cosmologia com a teologia.
• Ensaios sobre Ciência e Religião (Templeton Foundation Press, 2003). Continuação do assunto abordado no livro anterior.
• Física Matemática para Filósofos (Pontifício Conselho para a Cultura, a Universidade Gregoriana, 2005) onde expõe aos filósofos uma visão estruturalista da teoria da relatividade e da mecânica quântica.

Para Heller, existe simultâneidade sem superposição e concorrência entre o tempo-espaço observável e o tempo-espaço desconhecido por nós. Ele explica Deus em sua teologia da realidade primária usando a metafísica e a cosmologia. Apresenta Deus como a fonte criativa, o Ser transcendente, tanto ligado aos acontecimentos mundiais como também além do tempo-espaço da realidade em que vivemos, não sujeito ao estado temporário, em uma geometria não comutativa, dentro do tempo dinâmico que conhecemos e ao mesmo tempo além desse tempo-espaço.

Heller pergunta o que houve antes do Big Bang. E responde a isso afastando-se da especulação de que a origem do universo ocorreu devido um vácuo quântico gerador de um mar de energia. Sua resposta abraça a narrativa teológica, explica a gênese do mundo físico apontando ao Big Bang como um evento de conexão geométrica  entre duas dimensões do tempo-espaço, momento quando o tempo em que estamos e o tempo desconhecido se cruzaram e Deus, Ser transcendente, trouxe para a existência do mundo físico as. fundações do universo em que estamos.

Confira as matérias da Isto É e  Tendencias 21.

E.A.G.

quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Claudio Duarte entrevistado por Danilo Gentili

No talk show Agora é Tarde, 13/08/13: Pastor Claudio Duarte fala sobre sensualidade precoce, relação sexual antes do casamento e comportamento equivocado de alguns casais.

 

terça-feira, 13 de agosto de 2013

Gata é elogio, cadela é ofensa.

A questão é cultural, mas não se sabe muito bem a origem. Por que quando se chama uma pessoa de cachorro ou cadela é um insulto, mas se chamar de gato ou gata é elogio?

E.A.G.

domingo, 11 de agosto de 2013

Crise conjugal - charge


Charge engraçada, mas... "Não vos priveis um ao outro, senão por consentimento mútuo por algum tempo, para vos aplicardes ao jejum e à oração; e depois ajuntai-vos outra vez, para que Satanás não vos tente pela vossa incontinência" - 1 Coríntios 7.5.

E.A.G.

sábado, 10 de agosto de 2013

Marco Feliciano agredido em voo

O episódio relatado nesta postagem revela que os cristãos, católicos e evangélicos, precisam aumentar o número de representantes nas esferas políticas. O Brasil precisa multiplicar o número de Bolsonaros e Felicianos

O Pr. Marco Feliciano, Deputado Federal, Em cinco postagem enumeradas relatou em seu perfil no Twitter a agressão que sofreu por homossexuais, na sexta-feira, 09 de agosto de 2013, dentro de uma aeronave da empresa Azul Linhas Aéreas, durante viagem de Brasília para São Paulo.
"1) Agradeço aos passageiros do vôo AD5019 BSB x GRU bem como a equipe da @azulinhasaereas e o apoio da Policia Federal do Aerop de Guarulhos.

2) ao decolarmos em Brasília cerca de 10 gays me constrangeram, 2 vieram a minha poltrona gritando, cantando musica bizarra.

3) os passageiros me defenderam, o piloto ameaçou retornar pra Brasília. Sofri xingamentos o vôo todo. Haviam crianças no voo, famílias.

4) Como ñ reagi tocaram no meu rosto. Estes cidadãos colocaram em risco a segurança dos passageiros. Qerem respeito mas não respeitam.

5) e assim fazem com qualquer pessoa q discorde de suas praticas. Que Deus nos guarde. Ñ sou contra gays, sou defensor da família natural!"

Houve registro em vídeos, postado por um dos agressores, em seu perfil no Facebook (Conrado Ribeiro: imagens aqui). Note que o nome dele é pronunciado, existe edição de conteúdo com dois ângulos de filmagem.

E.A.G.

quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Lição 6 - A fidelidade dos obreiros do Senhor

O blog Beleverede tem apresentado semanalmente subsídios às lições bíblicas há alguns anos, recebe leitores que se acostumaram a encontrar conteúdo original.

Excepcionalmente, por motivo de força maior, nesta semana não apresentaremos artigo elaborado pelo administrador do blog Belverede. 

Nesta situação, deixamos sugestão, material escrito pelo Pr. Genivaldo Tavares de Melo. 


Breve atualizaremos  este post, colocando aqui o texto da lição, autoria Eliseu Antonio Gomes, porém, talvez, após a data em que será lecionada nos templos. Receba pedido de desculpas por isso.

Contamos com seu retorno.

E.A.G.  

Dia dos Pais em 2013


Acesse os artigos: Belverede

E.A.G.

Denúncia: Julio Severo revela como Toni Reis usa ONGs para receber milhões de cofres públicos


Grave denúncia contra o movimento homossexual brasileiro

A força da jovem Maria


Dias atrás, estive conversando sobre a gravidez de Maria, a mãe de Jesus. Ela foi uma jovem muito forte! Viveu grandes problemas durante a gestação; durante o parto; e no pós parto.


1 - Na concepção, gerou solteira em uma sociedade que apedrejava mulheres nessa situação;

2 - na hora de parir, não encontrou ambiente com privacidade à contento e nem leito limpo e confortável para deitar-se;

 3 - no pós parto, assim que o bebê nasceu, não teve o descanso do resguardo. Logo que o bebê nasceu, foi obrigada a fugir para o Egito, talvez montada no lombo de um burrinho, suportando os solavancos do trote do animal, porque Herodes queria matá-lo.

E.A.G.

quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Os cães na Bíblia Sagrada


Por Eliseu Antonio Gomes

Eu não me lembro se foram os persas que deram origem aos cães. Mas tenho certeza que ele sempre foi querido apenas pelos gentios e nunca pelo povo hebreu.

Por quê? Tudo começou quando alguém teve a ideia de domar lobos. Capturavam os mais dóceis e faziam cruzamentos entre eles. Desses encontros arranjados surgiram os cachorros de caça. É por causa do vínculo de linhagem com lobos que os judeus rejeitaram esses bichos, impediram que eles vivessem dentro dos muros de Jerusalém. E é por isso que o mau obreiro é associado aos cachorros nas páginas bíblicas (Filipenses 3.2).

Soltos na natureza, os cachorros vivem em matilhas, onde mantém por instinto dado pelo Criador uma ordem hierárquica parecida com a de lobos e leões. Caçam para sobreviver.

Nós, seres humanos, transformamos os cachorros em animais domésticos. Tiramos deles os campos, até mudamos a genética forçando cruzamentos e afirmamos que são animais de linhagens especiais, raças, raças portadoras de pedigree.

Isso não é crítica e nem elogio, só relembrança.

terça-feira, 6 de agosto de 2013

Meu encontro com um pitbull


Por Eliseu Antonio Gomes 

Acho que era 2003, levei a esposa ao ponto de ônibus por volta das 5 horas. Ao deixá-la dentro do transporte voltei para casa. Na caminhada de volta ouvi um barulho atrás de mim, me virei e vi um cão pit bull se aproximando rapidamente. Estremeci... Raciocinei que era má ideia correr porque viraria alvo de caça. Bicho enorme! Quando aos meus pés vi que era filhote. Fiquei alerta, logo perdi o medo pois percebi os sinais corporais dele, rabo abanando, o grunhinho calmo e de alegria. Alívio. Passei a mão na cabeça para corresponder o abanar da calda. 

Voltei a andar e ele me seguia, um pouco atrás, ao lado, fazendo círculos em mim e cheirando quase tudo pelo caminho. Desisti de ir para casa, preferi antes uma volta pelo quarteirão com a esperança de que o dono o encontrasse. Não tive sucesso, as ruas estavam totalmente desertas, ainda era fim da madrugada. Então fui para casa levando o animal porque havia deixado uma criança dormindo e não deveria ficar ausente. 

Entrei, deixando-o no corredor. Em determinado momento, a bicharada dos vizinhos latiram para ele, que apenas levantou-se e ergueu a cabeça olhando para o céu e emitiu um único “au” e todos pararam de latir. Todos se calaram com a voz grossa daquele bebê grandalhão! Acho que ele disse:" agora sou o rei desse pedaço, calai-vos". 

 Liguei para o celular da mulher e contei sobre o visitante:

- Você enlouqueceu?! 

Quando a minha esposa retornou, o grandalhão havia comido muito e dormido bastante. Ao abrir o portão, o cachorro levantou-se e fitou seus olhos nela, olhar calmo e curioso. Manteve-se em silêncio e imóvel, enquanto ela se aproximava apavorada. Passou por ele e fechou as portas atrás de si... Depois descobriu que era manso, tal qual cavalo forte domado. E fez amizade com ele também.

De comum acordo, a família não quis o bichão. Não havia espaço, nem tempo ou dinheiro para encher a pança dele. Também não quisemos soltá-lo ao léu, para não criar confusão, para ele não ser vítima de preconceito devido ao estigma de animal assassino.  

Passamos algum tempo pedindo informações sobre a origem dele para a nossa vizinhança, mas sem sucesso. E foi com alegria que no outro dia recebemos a notícia de uma vizinha dizendo ter encontrado o dono dele. Nunca tivemos confirmação se de fato pertencia a tal pessoa informada, mas sabíamos que cuidaria dele, pois tinha outros da mesma raça. 

Parece mentira, mas é verdade! 

domingo, 4 de agosto de 2013

O exemplo de autoridade de Cristo


Algumas pessoas entram na carreira ministerial das igrejas evangélicas com uma atitude muito inconveniente, que parece ser necessidade de exibir autoridade. Mesmo que não seja essa necessidade ridícula, é erro agir impondo ordens publicamente porque o cristão precisa fugir da aparência do mal (1 Tessalonicenses 5.21). E se for mesmo ação motivada com intenção de exibicionismo, Jesus recomenda que quem quiser ser o maior deve servir a todos (Mateus 20.26). Trocando em miúdos, o líder espiritual deve ser a pessoa que trabalha mais, para ser seguido pelos liderados através do exemplo do seu trabalho.

Observemos Jesus, que manda amar porque amou a todos mais do que todos, o amor dEle foi até as últimas consequência na crucificação no Calvário, inclusive morreu por quem o odiava.

E.A.G.

sexta-feira, 2 de agosto de 2013

Dilma Rousseff versus fetos humanos

Em 1º de agosto de 2013 Dilma Rousseff entrou definitivamente para para a história como a presidente que transformou o Brasil em país aborteiro, mandando às favas suas promessas de campanha eleitoral, dirigida aos cristãos católicos e evangélicos.

 Em 1 João 3.15 está escrito que uma pessoa que apenas aborrece outra pessoa é considerada por Deus como assassina. O apóstolo escreveu esse texto, pesadíssimo, levando em conta o aperfeiçoamento que Jesus fez da Lei de Moisés. Conferir: Mateus 5.21-25. Os judeus eram considerados assassinos se matassem alguém. Porém, na Era Cristã a exigência divina é maior, na ótica estabelecida à Dispensação da Graça é considerada assassina toda pessoa que alimenta ódio no coração, mesmo que jamais coloque o sentimento negativo em prática contra alguém.

Agora, imagine aquela pessoa que aborreceu o pequeno ser no interior do útero materno, atentando contra uma vida indefesa? Como Deus vê quem tem a capacidade de jogar um ser incapaz de pedir socorro, totalmente dilacerado. numa lata de lixo?

E.A.G.

Orgulho e humildade

Artista indefinido

quinta-feira, 1 de agosto de 2013

Portadora da Síndrome de Down assume como vereadora na Espanha

http://www.larepublica.pe/

Angela Covadonga Bachiller Guerra, jovem de 30 anos de idade, tomou posse como vereadora na cidade de Valladolid, que possui 311 mil habitantes. Seria um evento comum como tantos outros na política da Espanha se ela não fosse uma pessoa portadora da Síndrome de Down.

A nova vereadora assumiu o posto em substituição a Jesus Garcia Galvan, que renunciou a vereança em junho passado após acusações de praticar corrupção. 

Segundo a mídia local, o histórico de Angela é de uma contumaz cidadã militante dos direitos de deficientes em sua nação,  assumiu o posto de vereadora com a aprovação de todos, sempre foi admirada por sua coragem, e agora é alvo de muitas expectativas dos espanhóis porque há o desejo que cumpra o mandato exemplarmente, pois é uma referência aos que sofrem de preconceito por portarem a mesma síndrome que ela tem. 

Sua primeira ação parlamentar será dar atenção para medidas de sustentabilidade, focando ao transporte público com uso de veículos elétricos em seu município.

E.A.G.

Belverede 6 anos: retrospectiva de postagens



01/08/2007: Bem-aventurados os que meditam

01/08/2008: Servos de Cristo não usam algemas

01/08/2009: Bíblia Sagrada em notas online

01/08/2010: Escrever Deus com vogal d minúscula. Irreverência? ...

01/08/2011: Deus e as crianças

01/08/2012: Servos de Cristo, porém, livres

01/08/2013: Portadora de Síndrome de Down assume como vereadora na Espanha

As 7 postagens mais acessadas na semana

As 7 postagens mais acessadas nos últimos 30 dias

As 7 postagens mais populares (geral - desde 12 de junho de 2007)

▲ Clique na imagem para retornar ao topo do blog.

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes
Cidade Ocean - Praia Grande - São Paulo/SP - Brasil.