Research | Pesquisar artigos de Belverede

Select the language

sexta-feira, 10 de agosto de 2012

A casa de Jesus - posições de Renato Vargens e Abílio Santana

Acho importante fazer reflexões bíblicas. Entendo que convém refletir sem jamais levar as coisas para o lado pessoal. A apologia bíblica é feita com a sabedoria do alto, que é praticada usando total imparcialidade e muita moderação (Tiago 3.13-18).

Qualificamos a atuação de um apologista cristão pela maneira que ele faz uso da Bíblia Sagrada.

Recentemente, fiquei surpreso com Renato Vargens, um conferencista cristão. Ele fez uso de um perfil cadastrado no YouTube, identificado como Renato Irans (que é colaborador de um blog escarnecedor de toda a cristandade – o Tela Crente), escreveu o seguinte:

“O cara (Abííio Santana) fundamentou sua pregação num relato apócrifo de que Jesus assumiu aos 12 anos a carpintaria de seu pai e enriqueceu fazendo mesas e cadeiras.” Confira: aqui.

Assista o vídeo e por você mesmo confirme se esta afirmação de Renato Vargens é mentirosa ou verdadeira. Conteúdo da fala em 2:00 até 4:00.

 

Minha análise do conteúdo do vídeo e da preleção:

Abílio Santana, menciona historiadores, diz que Jesus Cristo começou a trabalhar aos doze anos e que economizava o dinheiro de seu salário. Não diz que enriqueceu. Além disso, corretamente, considera que a Bíblia foi escrita em linguagem alegórica, figurativa e literária, para embasar menção do seguinte texto bíblico:

"As raposas têm covis, e as aves do céu têm ninhos, mas o Filho do Homem não tem onde reclinar a cabeça” - Mateus 8.18-20.

Eu já presenciei muitos pregadores interpretarem a passagem de Mt 8.18-20 de maneira errada. Afirmam que Jesus Cristo era uma espécie de andarilho sem-teto. Dizer isso é um equívoco.

É preciso ponderar com moderação, sem apego aos extremos. A afirmação de Cristo refere-se ao ministério itinerante, às idas e vindas de norte ao sul, de leste ao oeste de seu país, anunciado as Boas Novas da salvação. Não podemos afirmar que Jesus Cristo era dono de casarão luxuoso próximo à praia, mas também não podemos afirmar que Ele não tinha um teto para morar.

Para mostrar que Mateus 8.18-20 é passagem com uso de linguagem figurativa, Abílio Santana apresentou o contexto bíblico, que faz menção da residência de Jesus Cristo:

• Mateus 13.1 - “Tendo Jesus saído de casa, naquele dia, estava assentado junto ao mar”.

• Marcos 2.1 - “E alguns dias depois entrou outra vez em Cafarnaum, e soube-se que estava em casa.

• Mateus 4.12, 13 - "Jesus, porém, ouvindo que João estava preso, voltou para a Galiléia; E, deixando Nazaré, foi habitar em Cafarnaum, cidade marítima, nos confins de Zebulom e Naftali"

O preletor Abílio Santana se baseou em Mateus 4.12-13, para afirmar que Jesus era dono de casa de praia: “foi habitar em Cafarnaum, cidade marítima”.

Percebo que muitas pessoas têm uma ideia errada sobre o significado do termo casa de praia. Parece que para eles é pecado ter um teto, e é uma grande iniquidade possuir uma residência à beira-mar. Isso é incrível. Tal raciocínio é fruto de muito fanatismo e alienação ou é o lado mais pérfido da hipocrisia escarnecedora.

Não sou adepto da Teologia da Prosperidade. E costumo brincar com esse tipo de gente religiosa, que costuma ter "arrepios" com a palavrinha prosperidade. Digo-lhes: “Aos que afirmam ser contra a prosperidade, estou apresentando o número da minha conta bancária, num esforço de ajudar vocês a se desfazerem do dinheiro que possuem. Também marcaremos data e hora para irmos ao cartório para transferência de imóveis, automóveis... Tem que ser assim, porque suas posses representam a "maldita prosperidade" e o discurso de vocês precisa estar em paralelo com a prática.”

É claro que jamais nenhuma dessas pessoas, que demonstram sentir arrepios ao ouvirem a palavrinha prosperidade, aceitaram a proposta.

Tudo isto posto, fica aqui a minha sugestão aos internautas. Analise os textos bíblicos citados por Abílio Santana, mesmo que não seja uma pessoa que se simpatize com a maneira dele pregar. Analise também a intenção de quem faz menção de um perfíl ateísta. E ore por ambos.

A apologética cristã é edificante, pois é feita com o uso da Bíblia Sagrada contextualmente. Ela é sempre proativa, aponta o pecado e também a solução ao pecador.

__________

Artigo postado originalmente no blog Belverede

6 comentários:

Adenilton Turquete disse...

As postagem não leva em consideração as declarações absurdas que que Jesus oferecia magicamente um produto, que levaria um ano para ser feito, da noite para o dia.

Adenilton Turquete disse...

http://permanecerecompartilhar.blogspot.com.br/

Eliseu Antonio Gomes disse...

Adenilton.

Caso o preletor tenha afirmado que Jesus Cristo trabalhava na marcenaria fabricando móveis, pelo método de milagres, esclareço que entendo ser essa afirmação uma gafe teológica.

Por quê? Porque nenhum pregador deve ir além do que o texto bíblico diz. E isso as Escrituras não dizem.

O vídeo não está completo. Temos apenas uma edição. Assistimos o raciocínio fragmentado, portanto, é impossível ter ciência de qual era o raciocínio do preletor.

Toda apresentação tem começo, meio e fim, acompanhamos o meio de uma pregação. Isto não é o suficiente para uma avaliação justa.

Abraço.

cesar augusto pereira Augusto disse...

achei importante a sua argumentação, mais levando em consideração o teor da mensagem de Abilio Santana,penso que não tras nenhuma edificação, para aqueles que estão em busca, da verdade salvifica,vi toda a mensagem, e acredito que ele está totalmente equivocado em sua interpretação,por causa dessas mensagens a sã doutrina está deixando de ser pregada, a mensagem é mais ilusória do que real, Paulo disse chegaria o tempo que o povo não sofreria a sã doutrina mas tendo comichão nos ouvidos iriam amontoar para si doutores segundo as suas proprias concupisencias,desviando os ouvidos da verdade voltando as fabulas 2Tm. 4.3,4. ja apreciei as mensagens de abilio santana, mais ele vol
tou as fabulas, e isso é prejudicial para o reino de Deus. quanto prosperidade,ela é boa, mais é perigosa, levando em conta as palavras de Jesus, onde estiver o seu tesouro ali estara o seu coração, os adeptos da teologia da prosperidade, não aceitam serem chamados assim, mais as suas ações estrapolam todos os limites a ponto de dizerem que se uma pessoa, vive uma vida de dificuldade é porque não cre em Deus,a teologia da prosperidade está formando um exercito de gente inconsequente vivendo as custas de outras pessoas, com os seus produtos, dvds , livros,cds,cadernos,bones,camisetas, a lista se estende tanto que fica impossivel de descreve-la, a promoção do grande mercado gospel tem contribuido, para a formação de um grande, exercito de crente alienado, sem o conhecimento da salvação,tudo isso a meu ver, devido ao grande mercado gospel, e a chamada teologia da prosperidade, que é o combustivel dessa grande maquina, a minha pergunta é: onde isso vai dar? como Deus julgará essa causa? quando?. a paz de Cristo meu irmão.

Valter Lelis disse...

Boa! Caro blogueiro, essa tal de teologia dá prosperidade é perigosíssima ,até pq não tem nenhum respaudo biblico no novo testamento. Acredito que se a pessoa evangélica quiser ter alguma coisa ele tem que ser estimulado a estudar, trabalhar dar duro, arregaçar as mangas... E não ficar ouvindo falsas promessas de líderes que só quem enriquece são eles. Pergunto o que Paulo Pedro Thiago João tinham de bens? Nada nada... Portanto vamos pra igreja ouvir palavras de vida eterna, ser fiel a Deus e ele acrescenta os nossos negócios. Tenho duas filhas, graças a Deus ambas fazem fáculdade em escola pública federal pq... Incentivei desde pequena a estudar.

Eliseu Antonio Gomes disse...

Prezado Valter Lelis.

Jesus nos ensinou a julgar corretamente, disse que é preciso julgar os pregadores da Palavra pelos frutos que eles apresentam em suas vidas. Se as árvores dão bons frutos, são árvores boas e se oferecem frutos ruins, são árvores más (Mateus 7.16-20).

Eu penso que é necessário ter bastante cuidado com os tais pregadores da Teologia da Prosperidade, mas também o máximo de cuidado com o pessoal que costuma se apresentar como Apologistas que combatem os pregadores da TP.

Existem alguns “apologistas” que, se dizendo defensores do Evangelho de Cristo, em suas ações (qualificadas por eles mesmos como defesa do Evangelho de Cristo em contraposição aos avanços de igrejas neopentecostais), cometem muitas atitudes que o Evangelho de Cristo condena. Tais atitudes são frutos podres, porque não estão em conformidade com a doutrina bíblica. Podemos dizer que estes também são perigosíssimos, pois seus métodos não possuem respaldos do Novo Testamento, eles dão péssimos exemplos do realmente é praticar Apologia Cristã, agem dando péssimo testemunho cristão e nenhum cristão deve imitá-los e apoiar suas condutas.

Assim como você, acredito que se a pessoa evangélica quer prosperar ela deve se esforçar, se preparar estudando, trabalhando. Mas, não posso negar que Deus interfere realizando milagres na vida financeira, porque eu sou uma entre muitas testemunhas vivas de que o Senhor age fazendo milagres espetaculares na vida econômica de seus servos. É pecado mentir!

Logicamente, tudo ocorre segundo a vontade dEle sobre nós e a fé que depositamos nEle referente às nossas necessidades.

Não é prudente ouvir aqueles pregadores que se posicionam críticos da TP sem conferir se o que eles dizem tem compromisso com a realidade e com a Palavra de Deus. Nem tudo que dizem é correto. Algo equivocado que a maioria deles fazem é passar a ideia de que as igrejas que compõem o neopentecostalismo são todas iguais em seus ensinos. É a minoria das igrejas neopentecostais que dão ênfase ao materialismo.

Sobre os apóstolos Paulo, Tiago e João (também incluo Paulo outras lideranças cristãs), penso que não é possível fazer uma comparação, no que tange à vida econômica que eles tiveram. Digo isso porque os apóstolos da primeira geração cristã tiveram chamadas específicas, que não são comparáveis com a de cristãos de séculos posteriores. Além disso, lembro Efésios 4.11 e digo que nem todos os cristãos são chamados para serem apóstolos, e quem não é chamado ao apostolado não deve ter sua vida comparada aos que são.

É importante ouvir e meditar na Palavra da vida eterna. Concordo plenamente sobre isso, pois é através do conhecimento e prática da vontade de Deus que somos abençoados em todos as áreas da nossa existência.

Parabéns pelo resultado da educação que deus para suas filhas. Tem todo o direito de se orgulhar da formação acadêmica que elas têm!

E.A.G.

As 7 postagens mais acessadas na semana

As 7 postagens mais acessadas nos últimos 30 dias

As 7 postagens mais populares (geral - desde 12 de junho de 2007)

▲ Clique na imagem para retornar ao topo do blog.

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes
Cidade Ocean - Praia Grande - São Paulo/SP - Brasil.