Research | Pesquisar artigos de Belverede

Select the language

terça-feira, 20 de setembro de 2011

Pão nosso de cada dia - qual o significado dessa oração?

Que a ênfase do nosso cristianismo seja no Abençoador e não nas bênçãos, precisamos empreender como busca principal ser servos do Senhor e não viver a serviço do materialismo.
Entretanto, convém lembrar que no Novo Testamento, termos encontrados no idioma grego, as palavras "salvação" e "paz", além de seus sentidos na perspectiva espiritual, também significam prosperidade material.
Assim sendo, entendo que todo cristão deve colocar Deus em primeiro lugar, e depois disso buscar sua prosperidade financeira sem que a consciência pese. Desejar ser próspero não é motivo para considerar-se materialista. Quando um cristão deseja vida estável não significa que ele é um cristão sem espiritualidade voltada aos céus.
A prosperidade bíblica está desvinculada de riquezas. De certo ponto de vista, ela é relativa. Podemos ser biblicamente próperos apenas com o sustento básico de cada dia, com uma vida cheia da graça e comunhão com Deus, com o próximo, conosco mesmo e com a natureza. Entretanto, é preciso dizer que jamais está ligada com penúria e miséria. O estômago que ronca com fome nunca é de alguém próspero biblicamente!
Muitos cristão não entendem o significado de "pão nosso de cada dia" (Mateus 6.11; Marcos 11.3). É interessante ver que o “pão cotidiano” é um pedido a Deus de coisas materiais, pedido este orientado por Jesus aos discípulos sobre como orar corretamente.
Segundo estudiosos no idioma original do Novo Testamento, o pão nosso de cada dia é figurativo. O termo “epiousios” não quer dizer o "pão de hoje", mas tem a ver com o futuro também. O termo é derivado de subsistência PERMANENTE, de tudo aquilo que é necessário SEMPRE, não é só o alimento. Mas, a interpretação que se faz disso é um quadro de quase miséria... Não é isso, o pão cotidiano tem a ver com estabilidade financeira, ser feliz, ser próspero, sentir-se bem em todos os sentidos.
E, “epiousios”, de Mateus 6.11, nos remete a primeira carta de Pedro, capítulo 5 e versículos 6 e 7. Ele escreveu: "Humilhai-vos debaixo da potente mão de Deus, porque a seu tempo Ele vos exaltará. Lançando sobre Ele TODA a vossa ansiedade, porque Ele tem cuidado de vós".

Repare: a humilhação que devemos ter é debaixo da mão de Deus, essa humilhação se consiste em lançar diante do Senhor todas as nossas ansiedades. A mão de Deus é cheia de poder. Ao sermos humildes, nessa perspectiva do apóstolo Pedro, Deus nos exalta. Mas, nem todos os cristãos estão dispostos a lançar todos os seus anseios, julgam pecado orar sobre as coisas materiais, como se fazer isso fosse pecado.
Enfim, o fato de crer que Deus quer nosso bem material faz com que muitas pessoas do meio evangélico faça  suposições injustas. Não é correto afirmar que fulano e cicrano é mais materialista do que espiritual. Fazer essas conjecturas sempre será um julgamento sem bases sólidas, porque o coração alheio é terreno que só Deus conhece. 

E.A.G.

2 comentários:

De papo com Deus disse...

Nossa!! Como gostei desse texto! A palavra de Deus é o que, de fato, me sustenta diariamente! Sem ela eu nada seria!

Sou nova por aqui! Venha me visitar!

depapocomdeus.blogspot.com

Unknown disse...

Bom demais valeu
👏

As 7 postagens mais acessadas na semana

As 7 postagens mais acessadas nos últimos 30 dias

As 7 postagens mais populares (geral - desde 12 de junho de 2007)

▲ Clique na imagem para retornar ao topo do blog.

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes
Cidade Ocean - Praia Grande - São Paulo/SP - Brasil.